Afinal é APOSTASIA ou PARTIDA? (II Tessalonicenses 2)

Tempo de leitura: 6 min

Escrito por Mestre João Henrique

Baixar Agora Grátis

Ebook 7 Dicas de Como Pregar Um Sermão!! (O Guia do Iniciante)


👉CLIQUE AQUI Acesse este link para entrar no meu grupo de Estudos Bíblicos no WhatsApp

À luz do verdadeiro significado da palavra apostasia aprendemos que ele é escondido no contexto do assunto. A palavra apostasia no grego é uma palavra composta. “Apo” – (de- separação, ponto de partida) e “istemi”- (levantar-se). Concluímos que o significado básico é partida, e retirar-se de.

Antes que venha a apostasia, o artigo definido mostra um evento definido, distinto do homem do pecado. O artigo definido é usado nesta passagem para mostrar o tipo específico de partida conhecida pelos Tessalonicenses, por isso a palavra apostasia foi precedida pelo artigo definido a.

Dr. Gordon Lewis sugere que o artigo definido foi usado para mostrar a referência feita anteriormente no primeiro verso do capítulo dois, “nosso encontro com Ele” (vs. 1); e na referência feita em I Tessalonicenses capítulo 4:16,17, Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido e com a voz de um Arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois nós, os que estivermos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor no ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Porque a apostasia já existia no primeiro século, a referência feita com o artigo definido refere-se a um evento discernível, mas que ainda não tem acontecido.

Afinal é APOSTASIA ou PARTIDA?

A “hee” apostasia não pode ser uma apostasia em geral e nem pode ser uma apostasia em particular, a qual é o resultado do anticristo tornar-se o único objeto de adoração. No verso três, aquele que detém a revelação do anticristo é conectado com “hoo atechoon” (vs. 7), com aquele que detém o mesmo evento.

As Traduções Mais Fiéis Ao Texto

As primeiras sete traduções inglesas da bíblia apresentaram o nome ou o substantivo “partida”: Wycliffe Bible (1384); Tyndale Bible (1526); Coverdale Bible (1535); Cranmer bible (1539); Breeches Bible (1576); Beza Bible (1583); Geneva Bible (1608).

Pondo em perspectiva o capítulo dois de II Tessalonicenses, chegamos a entender que devido estarem os Tessalonicenses sofrendo grandes perseguições, eles creram que estavam passando pela tribulação, devido ter alguém escrito uma carta expressando ter o Dia do Senhor chegado.

Entendendo o significado do Dia do Senhor, os Tessalonicenses ficaram preocupados com a
ideia sugerida, mas Paulo aqui apagou da mente a ideia por faze-los cientes que essa ideia não teve a origem da parte dele, porque não concordava com os seus ensinos, “Não vos lembrais que vos falei destas coisas quando estive convosco” (vs.6) Quais foram as coisas?

O arrebatamento da igreja mencionado na sua primeira carta capítulo 4:16-17; e a certeza da salvação no capítulo cinco, onde Paulo refere-se a tribulação como dia de trevas, Vós, irmãos, não estais em trevas para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo (vs.4,5,9).

A diferença entre a Vinda de Jesus Cristo e o Dia do Senhor é que o Dia do Senhor é dia de trevas, tristeza; dia de nuvens e de trevas espessas; é dia da tribulação (Joel 2:2); o Dia do Senhor é dia de vingança (Isaias 13:8); dia de ira, de angústia e de ânsia, dia de alvoroço e de desolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas (Sofonias 1:15).

Dia do Senhor Tribulação Não Viria Antes da Partida da Igreja

Paulo lembrou aos Tessalonicenses que Deus não os tinha predestinados a incorrer Sua ira, mas a salvação. Portanto o Dia do Senhor (tribulação) não viria antes da partida da igreja, nem antes da revelação do anticristo. A vinda de Jesus é dia de celebração, alegria; dia quando Yahshua virá buscar a Sua noiva; dia do arrebatamento da Sua igreja; dia do nosso encontro com Yahshua nas nuvens.

E agora sabeis o que o detém, para que ele seja revelado no tempo próprio; porque o mistério da injustiça já opera; e é refreado até aquele que o refreia seja removido do meio (vs.7); e então o iniquo será revelado, a quem o Senhor desfará pelo assopro da Sua boca e o destruirá pelo esplendor da Sua vinda (II Tessalonicenses 2:3-8).

Versos 3-5 acima providenciam a descrição da ordem dos eventos:

(1) A retirada da igreja
(2) A revelação do anticristo
(3) O anticristo apresenta-se como Deus Paulo repete a ordem dos eventos outra vez nos versos 6-8:
(1) A igreja detém o anticristo, mesmo que já esteja operando
(2) Ele é para ser removido no tempo certo.
(3) Aquele que o detém (a igreja) é retirada
(4) O anticristo é revelado
(5) A volta do Senhor para destruir o anticristo

Paulo repete a ordem dos eventos outra vez nos versos 6-8:

(1) A igreja detem o anticristo, mesmo que ja esteja operando
(2) Ele é para ser removido no tempo certo
(3) Aquele que o detem (a igreja) é retirada
(4) O anticristo é revelado
(5) A volta do Senhor para destruir o anticristo

Afinal é APOSTASIA ou PARTIDA?

Quando a palavra “partida”, ou “retirada” no verso três é usada, os versos subsequentes coincidem e confirmam os mesmos eventos. Quando consideramos o contexto das passagens de II Tessalonicenses 2:3-8, vemos que a palavra apostasia realmente significa, partida ou desaparecimento (da igreja).

Ninguém de maneira alguma vos engane porque o Dia do Senhor (tribulação) não virá até que a partida (da igreja) aconteça primeiramente; e depois o homem da perdição será revelado (II Tessalonicenses 2:3). Isto quer dizer que a igreja de Cristo não vai sofrer a ira de Deus; ela não vai ficar sujeita ao poder do anticristo, porque nela habita o Espírito Santo de Deus; ela será arrebatada e será protegida por Deus pelos sete anos de tribulação.

O anticristo não tem poder sobre ela e como Yahshua disse: Ninguém as arrebatará da minha mão (João 10:29). A passagem em II Tessalonicenses é uma passagem que nos dá certeza e garantia do escape da tribulação. “Deus não nos escolheu para incorrer Sua ira sobre nós”

Grudem, Collins, Schreiner advertem que, muitas vezes, são desconsiderados na exegese o princípio da polissemia, tal falta de atenção leva-se à falsa ideia conhecida como “ilegítima transferência da totalidade de sentido”, denotando que as palavras podem ter vários significados em diferentes contextos, sendo que em cada contexto há um sentido diferente do termo.

Isto posto, o referido vocábulo não foi traduzido e sim transliterado, denominando-se, assim, com uma simples palavra: “apostasia”. É notório que seu sentido primário significa “abandono espiritual, moral ou doutrinário concernente à fé”, entretanto, como relata Erickson, pode ter acepções secundárias tais como: “desaparecimento” e “partida”.

Assim sendo, serão elencadas as aparições do termo apostasia, que ocorre duas vezes como substantivo no Novo Testamento. Em Atos 21.21, apostasia refere-se a “abandonar Moisés”, já no segundo caso, ou seja, em 2 Tessalonicenses 2.3 é um exemplo claro de abandono contra Deus. No entanto, apostasia, em sua forma verbal “Aphistemi”, ocorre mais 15 vezes no Novo Testamento e, em apenas 3(três) vezes, refere-se a um desvio da fé, ou abandono de Deus, ou da religião, porém, nas outras 12(doze) ocorrências quer dizer partir.

Autor Desconhecido.

Quer  Aprender 7 Dicas Grátis Sobre Como Pregar Um Sermão?

Clique No Botão Abaixo Para Baixar Agora.

SIM, Quero Aprender >>>
100% livre de spam.

Você Poderá gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Baixar Agora Grátis

Ebook 7 Dicas de Como Pregar Um Sermão!! (O Guia do Iniciante)