O Erro da Apostasia ou Partida? (II Tessalonicenses 2:1-8)

Tempo de leitura: 5 min

Escrito por Mestre João Henrique

Baixar Agora Grátis

Ebook 7 Dicas de Como Pregar Um Sermão!! (O Guia do Iniciante)


👉CLIQUE AQUI Acesse este link para entrar no meu grupo de Estudos Bíblicos no WhatsApp

Ora, irmãos, em relação a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo e nosso com Ele, não inquieteis facilmente o vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por alguma revelação do Espírito, quer por palavra ou carta, como se vindo de nós, com o efeito que o Dia do Senhor chegou e está aqui; ninguém de maneira alguma vos engane porque aquele Dia não virá antes que venha a apostasia (Partida da noiva de Cristo) e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição. . .

Não vos lembrais que vos falei estas coisas quando estive convosco? E agora vós sabeis o que o detém, para que ele seja revelado no seu próprio tempo. Porque o mistério da rebelião já existe no mundo, mas é refreado até Aquele que o refreia seja removido do meio e então o iníquo será revelado. . . (II Tessalonicenses 2:1-8).

À luz do verdadeiro significado da palavra apostasia aprendemos que ele é escondido no contexto do assunto. A palavra apostasia no grego é uma palavra composta. “Apo” – (de- separação, ponto de partida) e “istemi”- (levantar-se). Concluímos que o significado básico é partida, e retirar-se de.

Na frase, antes que venha a apostasia, o artigo definido mostra um evento definido, distinto do homem do pecado. O artigo definido é usado nesta passagem para mostrar o tipo específico de partida conhecida pelos Tessalonicenses, por isso a palavra apostasia foi precedida pelo artigo definido, o Dr. Gordon Lewis sugere que o artigo definido foi usado para mostrar a referência feita anteriormente no primeiro verso do capítulo dois, “nosso encontro com Ele” (Vs. 1); e na referência feita em I Tessalonicenses capítulo quatro versos dezesseis e dezessete:

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido e com a voz de um arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois nós, os que estivermos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.

O-Erro-da-Apostasia-ou-Partida.

Porque a apostasia já existia no primeiro século, a referência feita com o artigo definido refere-se a um evento discernível, mas que ainda não tem acontecido.

A “hee” apostasia não pode ser uma apostasia em geral e nem pode ser uma apostasia em particular, a qual é o resultado do anticristo tornar-se o único objeto de adoração. No verso três, Aquele que detém a revelação do anticristo é conectado com “hoo katechoon” (vs. 7), com aquele que detém o mesmo evento.

        As primeiras sete traduções inglesas da bíblia apresentaram o nome ou o substantivo “partida”: Wycliffe Bible (1384); Tyndale Bible (1526); Coverdale Bible (1535); Cranmer bible (1539); Breeches Bible (1576); Beza Bible (1583); Geneva Bible (1608).

         Pondo em perspectiva o capítulo dois de II Tessalonicenses, chegamos a entender que devido estarem os Tessalonicenses sofrendo grandes perseguições, eles creram que estavam passando pela tribulação, devido ter alguém escrito uma carta expressando ter o Dia do Senhor chegado.

          Entendendo o significado do Dia do Senhor, os Tessalonicenses ficaram preocupados com a ideia sugerida mas Paulo aqui apagou da mente a ideia por faze-los cientes que essa ideia não teve a origem da parte dele, porque não concordava com os seus ensinos, “Não vos lembrais que vos falei destas coisas quando estive convosco” (vs.6) Quais foram as coisas?

 O arrebatamento da igreja mencionado na sua primeira carta capítulo 4:16-17; e a certeza da salvação no capítulo cinco, onde Paulo refere-se a tribulação como dia de trevas; Vós, irmãos, não estais em trevas para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo (vs.4,5,9).

        A diferença entre a Vinda de Jesus Cristo e o Dia do Senhor é que o Dia do Senhor é dia de trevas, tristeza; dia de nuvens e de trevas espessas; é dia da tribulação (Joel 2:2); o Dia do Senhor é dia de vingança (Isaías 13:8); dia de ira, de angústia e de ânsia, dia de alvoroço e de desolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas (Sofonias 1:15).

Paulo lembrou aos Tessalonicenses que Deus não os tinha predestinados a incorrer Sua ira, mas a salvação. Portanto o Dia do Senhor (tribulação) não veria antes da partida da igreja, nem antes da revelação do anticristo.

A vinda de Jesus é dia de celebração, alegria; dia quando Yahshua virá buscar a Sua noiva; dia do arrebatamento da Sua igreja; dia do nosso encontro com Yahshua nas nuvens

        E agora sabeis o que o detém, para que ele seja revelado no tempo próprio; porque o mistério da injustiça já opera; e é refreado até aquele que o refreia seja removido do meio (vs.7); e então o iníquo será revelado, a quem o Senhor desfará pelo assopro da Sua boca e o destruirá pelo esplendor da Sua vinda (II Tessalonicenses 2:3-8).

Versos 3-5 acima providenciam a descrição da ordem dos eventos:

(1) A retirada da igreja

(2) A revelação do anticristo

(3) O anticristo apresenta-se como Deus

 Paulo repete a ordem dos eventos outra vez nos versos 6-8:

(1) A igreja detém o anticristo, mesmo que já esteja operando

(2) Ele é para ser removido no tempo certo

(3) Aquele que o detém (a igreja) é retirada

(4) O anticristo é revelado

(5) A volta do Senhor para destruir o anticristo

 Quando a palavra “partida”, ou “retirada” no verso três é usada, os versos subsequentes coincidem e confirmam os mesmos eventos. Quando consideramos o contexto das passagens de segunda Tessalonicenses 2:3-8, vemos que a palavra apostasia realmente significa, partida ou desaparecimento (da igreja).

Ninguém de maneira alguma vos engane porque o Dia do Senhor (tribulação) não virá até que a partida (da igreja) aconteça primeiramente; e depois o homem da perdição será revelado (II Tessalonicenses 2:3). Isto quer dizer que a igreja de Cristo não vai sofrer a ira de Deus; ela não vai ficar sujeita ao poder do anticristo, porque nela habita o Espírito Santo de Deus; ela será arrebatada e será protegida por Deus pelos sete anos de tribulação.

O anticristo não tem poder sobre ela e como Yahshua disse: Ninguém as arrebatará da minha mão (João 10:29). A passagem em II Tessalonicenses é uma passagem que nos dá certeza e garantia do escape da tribulação. “Deus não nos escolheu para incorrer Sua ira sobre nós”

 Autor: Desconhecido

Quer  Aprender 7 Dicas Grátis Sobre Como Pregar Um Sermão?

Clique No Botão Abaixo Para Baixar Agora.

SIM, Quero Aprender >>>
100% livre de spam.

Você Poderá gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

*

Seja o primeiro a comentar!

Baixar Agora Grátis

Ebook 7 Dicas de Como Pregar Um Sermão!! (O Guia do Iniciante)